Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

novosmedia

novosmedia

Aprender a ser «multimedia»

Por várias vezes colegas de profissão me têm perguntado onde podem fazer cursos de aperfeiçoamento multimedia. Hoje em dia, em quase todas as universidades os cursos de jornalismo incluem cadeiras de jornalismo multimedia mas avaliando o que passa para o exterior, os alunos acabam por aprender apenas a fazer jornalismo de video para a Internet. Uma espécie de trabalho de televisão para o PC. O que não é a mesma coisa.

Um jornalista multimédia, como já disse várias vezes, precisa de conseguir fazer uma reportagem sozinho. Gravar o video, recolher imagens, fazer as entrevistas necessárias e captar alguns dos melhores momentos em foto para a publicação de uma galeria.

É isto que os utilizadores procuram quando vão à Internet. Informação condensada e bastante pictórica.

A máxima «uma imagem vale por mil palavras» pode ser antiga mas cada vez faz mais sentido. No entanto, é preciso não esquecer que a publicação de material em foto e vídeo exige mais da largura de banda - uma questão que, com o tempo, vai deixar de se colocar com o aumento da largura por parte das operadoras.

Basta ver que actualmente já conseguimos fazer directos em vídeo apenas com uma placa 3G.

No jornalismo multimedia está um passo á frente quem conseguir utilizar ao máximo todas as potencialidades do video, foto e escrita.

Mas vamos por partes.

Um fotógrafo, por exemplo, poderá (e deverá) evoluir para a recolha de imagens em vídeo. Não para fazer grandes reportagens (porque aí a experiência dos repórteres de imagem de televisão conta, e muito) mas para aquilo que é o mais procurado pelos consumidores: o breaking news.

Os jornalistas habituados apenas à «caneta», ou melhor, ao teclado, terão de aprender a trabalhar com vídeo e foto.

Sinto muitas vezes que estou a trilhar caminho inexplorado e é visível na cara de outros jornalistas a ansiedade em relação ao futuro.

Por isso mesmo pondero seriamente em partilhar todas as minhas experiências com quem quiser aprender.

Paulo M. Guerrinha @

Sim, faço tudo

Sim, faço tudo. Esta é a frase que mais tenho proferido nas últimas reportagens e entrevistas que tenho feito. Nem sempre é fácil explicar aos entrevistados que a mesma pessoa pode colocar a câmera a gravar e conduzir a entrevista e ainda tirar fotos para uma fotogaleria. Mas já se nota uma evolução.

Mesmo no meio de colegas de profissão ainda há olhares curiosos para o «tamanho» da câmera de vídeo e a ausência de um repórter de imagem. Mas ao contrário das reacções de há cerca de um ano atrás, já começo a ouvir comentários do género: «este é o futuro».

Fico contente, mas pelas experiências que tenho feito ainda há situações que uma pessoa apenas não consegue cobrir. Por questões logísticas, aquilo que normalmente é conhecido no meio jornalístico como «as molhadas» onde há dezenas de jornalistas a tentar chegar ao entrevistado, é muito complicado conseguir levar a bom termo todo o trabalho. Mas com um pouco mais de esforço lá vamos conseguindo.

Na verdade, os repórteres multimédia tendem a ganhar maior protagonismo no meio ao contrário do que tem sucedido até aqui. Ou seja, trabalhar para a Internet ainda é considerado como um trabalho menos nobre pelos jornalistas integrados em redacções de jornais publicados em papel ou até mesmo nas rádios e televisões.

Mas a mudança está aí e já se começam a ver alguns exemplos de fotógrafos que começam a apostar também no vídeo...

 

Paulo M. Guerrinha

Jornalista

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D